Da vida · Há Dias dificeis · Woman

O Corpo de uma Mulher

Hoje li este texto do Paulo Coelho enquanto tomava o pequeno almoço. Penso que já não é a primeira vez que o leio. Concordo com tudo e gostaria que assim fosse, mas infelizmente a sociedade influencia em demasia as opiniões e julga as pessoas pela aparência. Sim, já fui muito mas muito mais gorda do que aquilo que sou hoje, ao ponto de quem apenas me conheceu agora, não me reconhecer em fotos antigas. A verdade é que a opinião da sociedade e o estereotipo por ela criada influencia quem nos vê e julga e acaba por nos afectar a nós mesmos. Se sentimos que nos estamos a desviar dessa mesma imagem da dita “mulher ideal”, o nosso estado de espirito é atingido, fraqueja, a depressão começa a tomar conta de nós, a vontade de ficar em casa aumenta (pois assim não expomos o corpo aos olhares da sociedade) e num país como aquele onde estou com praia e sol o ano quase todo, deixamos de querer vestir o bikini. Por mais que possamos falar do sentimento que nos assola, nunca ninguém nos vai compreender. Só nós sabemos o quanto nos sentimos mal. Só nós sabemos o quanto nos apetece trancar no nosso casulo ou então passarmos invisíveis.

A dieta avança e os esforços avançam com ela. Na próxima semana regresso finalmente ao ginásio (decisão tomada 🙂 )…regresso no dia 1 de abril, e não não é mentira nenhuma, mas até voltar a ter o meu corpo menos gordo de volta, sei que vou ter uma batalha psicológica para gerir. Há dias difíceis… mas que com trabalho e esforço nos fazem alcançar objectivos a que nos propomos.

Aqui fica o texto que hoje me deixou a pensar…

“Não importa o quanto pesa.

É fascinante tocar, abraçar e acariciar o corpo de uma mulher.

Saber seu peso não nos proporciona nenhuma emoção.

Não temos a menor ideia de qual seja seu manequim.

Nossa avaliação se dá de outra forma, isso quer dizer: se tem forma de guitarra… está bem.

Não nos importa quanto medem em centímetros, é uma questão de proporções, não de medidas.

As proporções ideais do corpo de uma mulher são: curvilíneas e carnudas.

Essa classe de corpo que, sem dúvida, se nota numa fração de segundo.

As magrinhas que desfilam nas passarelas, seguem a tendência desenhada por estilistas que, diga-se de passagem, parecem odiar as mulheres e com elas competem.

Suas modas são retas e sem formas.

A maquiagem foi inventada para que as mulheres a usem. Usem!

Para andar de cara lavada, basta a nossa.

As saias foram inventadas para mostrar suas magníficas pernas…

Se a natureza lhes deu estas formas curvilíneas, foi por alguma razão e eu reitero: nós gostamos assim.

Ocultar essas formas é como ter o melhor sofá embalado no sótão.

É essa a lei da natureza… que todo aquele que se casa com uma modelo magra, anoréxica, bulêmica e nervosa logo procura uma amante cheinha, simpática, tranqüila e cheia de saúde.

As jovens são lindas… mas as de 30 para cima, são verdadeiros pratos fortes.

Por tantas delas somos capazes de atravessar o atlântico a nado.

O corpo muda… cresce, não da pra entrar, sem ficar psicótica,no mesmo vestido que usava aos 18.

Uma mulher de 45, que entra na roupa que usou aos 18 anos, ou tem problemas de desenvolvimento ou está se auto-destruindo.

Nós gostamos das mulheres que sabem conduzir sua vida com equilíbrio e sabem controlar sua tendência a culpas.

Ou seja, aquela que, quando tem que comer, come com vontade (a dieta virá em setembro, não antes); quando tem que fazer dieta, faz dieta com vontade (não se saboteia e não sofre);quando tem que ter intimidade com o parceiro, tem com vontade; quando tem que comprar algo que gosta, compra; quando tem que economizar, economiza.

ALGUMAS LINHAS NO ROSTO, ALGUMAS CICATRIZES NO VENTRE, ALGUMAS MARCAS DE ESTRIAS NÃO LHES TIRA A BELEZA SÃO TESTEMUNHAS DE QUE FIZERAM ALGO EM SUAS VIDAS, não tiveram anos em formol, nem em spa… VIVERAM!

O corpo da mulher É O SAGRADO RECINTO DA GESTAÇÃO DE TODA A HUMANIDADE, onde foi alimentada, ninada e, sem querer, marcada por estrias, cesáreas e demais coisas que fizeram parte do processo que contribuiu para que estivéssemos vivos.

Portanto, Cuidem-no! Cuidem-se!

Amem-se! A beleza é tudo isto.”

Paulo Coelho

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s